Golfinho morre sozinho após dois anos na piscina de um aquário abandonado

Honey é um golfinho, ou melhor, era. Assim como macacos, cães e gatos, os golfinhos são criaturas bastante sociáveis, o que chama a atenção das pessoas e dá base para usarem animais encarcerados como atrações.

Um desses estabelecimentos que ao meu ver, nada fazem além de explorar os animais é o Inubosaki Marine Park, lar de Honey. O local fica em Tóquio, e além do golfinho, abrigava outros bichos.

Os animais já teriam uma vida suficientemente triste por isso mesmo, no entanto, após os desastres naturais sofridos pelo Japão em 2011, o parque sofreu com problemas financeiros e foi vendido.

O novo dono tentou manter as atrações, mas o negócio acabou não engrenando, portanto, ele foi fechado. O absurdo é que resolveram deixar Honey e os outros animais lá, somente com um funcionário indo ocasionalmente para alimentá-los.

O fechamento foi em janeiro de 2018, e recentemente uma denúncia foi feita. Uma ONG chamada Dolphin Protect tentou resgatar o animal, no entanto já era tarde.

“Em fevereiro desse ano contatamos nossos compactuantes japoneses pra tentarmos comprar o Honey para que ele pudesse se aposentar com paz e dignidade. Essas conversas acabaram em março quando ficou claro que Honey não sobreviveria. No dia 29 de março, Honey morreu em seu tanque”.

Com a ajuda de um drone, um vídeo foi feito poucos dias antes do animal falecer. Nesse período ele não teve contato com nenhuma criatura viva, e mal nadava. O mais revoltante, é que o mar estava tão próximo que podia ser visto de dentro do parque.

Por favor, não contribua para o cárcere animal.

Informações do jornal Mirror.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s