Quando as coisas apertam, chorar ajuda muito, sabia?

A primeira coisa que fazemos depois de sermos covardemente jogados nesse mundo é chorar. Tem gente que nunca para, tem gente que nunca começa.

Ao contrário do que alguns pensam, o choro não é sinônimo de tristeza, mas sim de emoção. Chorar é acima de tudo, uma expressão sentimental, seja de raiva, estresse, dor, medo, alegria, e tristeza, é claro.

Quando as sensações se tornam intensas demais para caber no corpo, elas transbordam. Lidar com as questões emocionais é bem complicado para qualquer pessoa, no entanto essa tarefa é especialmente difícil para quem sofre de algum transtorno psicológico. Aliás, lidar com os sentimentos é diferente de oprimi-los.

Não sei vocês mas a maioria das pessoas se sentem melhor depois de chorar, e isso não ocorre por acaso. Nosso cérebro produz uma substância chamada prolactina, ela é responsável por ativar as glândulas lacrimais que nos fazem chorar.

A concentração de prolactina aumenta quando passamos por momentos de estresse e angústia, e diminui quando choramos. Essa ação também reduz a quantidade de adrenalina, ao mesmo tempo em que libera leucina-encefalina, noradrenalina e serotonina no cérebro. Sim, chorar libera serotonina. Essa combinação de substâncias resulta numa sensação de calma, liberando a tensão.

Foto: Amin Moshrefi

Deixando o papo químico de lado, podemos dizer que as emoções que sentimos são como água. Nosso corpo vai enchendo e chega um momento em que tudo fica inundado, onde começamos a nos afogar.

Quem segura o choro faz muito mal a si mesmo, é como viver constantemente com a corda no pescoço, e em algum momento você irá se asfixiar.

A questão é que tudo bem chorar, aliás, reformulando, faz bem chorar. Você não precisa demonstrar que é ‘forte’, não há problema algum em demonstrar sua sensibilidade. Esse estigma de que chorar é uma demonstração de fraqueza precisa ser desfeito, principalmente entre os homens.

Então se der vontade de chorar vendo um filme, no banho, na cama, na rua, ou em qualquer lugar, chore. Se você quiser chorar, então chore.

Foto de capa: Claudia Wolff

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s